fbpx
Connect with us

Brasil

Preço da carne cai para o consumidor, diz Ministério da Agricultura

Conforme o ministério, o preço da carne vai reduzir para o consumidor final. O cenário “indica uma acomodação dos preços no atacado, com reflexos positivos a curto prazo no varejo”, descreve nota que acrescenta que a alcatra teve “4,5% de queda no preço nos últimos sete dias.”

Publicado há

em

No entanto, valor não deve voltar ao patamar do início de 2019

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) está divulgando que a cotação da arroba (15 quilos) do boi gordo diminuiu de valor no final de dezembro, queda média de 15%. Conforme levantamento periódico do Mapa, a arroba do boi gordo estava cotada a R$ 180 no último dia 30. No início do mês passado, chegou a R$ 216.

Conforme o ministério, o preço da carne vai reduzir para o consumidor final. O cenário “indica uma acomodação dos preços no atacado, com reflexos positivos a curto prazo no varejo”, descreve nota que acrescenta que a alcatra teve “4,5% de queda no preço nos últimos sete dias.”

Segundo projeções do Mapa, a arroba vai ficar entre R$ 180 e R$ 200 nos próximos meses, dependendo da praça. A queda do valor interrompe a alta de 28,5% que salgou o preço da carne nos últimos seis meses. A perspectiva, porém, é de que o alimento não volte ao patamar inferior. “Estamos fazendo a leitura de que isso veio para ficar, um outro patamar do preço da carne”, avalia o diretor do Departamento de Comercialização e Abastecimento do Mapa, Sílvio Farnese.

“Eu tenho certeza que o preço não volta ao que era”, concorda Alisson Wallace Araújo, dono de dois açougues e uma distribuidora de carne em Brasília. Segundo ele, no Distrito Federal, o quilo do quarto traseiro do boi estava custando para açougues e distribuidoras de carne R$ 13,50 há seis meses. Chegou a R$ 18,90 em novembro, e hoje está em R$ 17,70.

Estabilização dos preços

Há mais de uma razão para a provável estabilização dos preços em valores mais altos do que há um ano. O mercado internacional tende a comprar mais carne brasileira, os produtores estão tendo mais gastos ao adquirir bezerros e a eventual recuperação econômica favorece o consumo de carne no Brasil.

No último ano, beneficiado pela perda de rebanhos na China e pela alta do dólar, o Brasil ganhou mercado e vários frigoríficos foram habilitados para vender mais carne no exterior. Só em novembro, mais cinco frigoríficos foram autorizados pelos chineses a exportar carne. Em outros países também houve avanços. Mais oito frigoríficos foram aceitos pela Arábia Saudita no mesmo mês.

A carne brasileira é competitiva no mercado internacional porque é mais barata que a carne de outros países produtores, como a Austrália e os Estados Unidos, cujo o gasto de criação dos bois é mais oneroso por causa do regime de confinamento e alimentação. O gado brasileiro é criado solto em pasto.

O Brasil produz cerca de 9 milhões de toneladas de carne por ano, 70% é consumida internamente. Mas a venda para o exterior é atrativa para os produtores e pressiona valores. “A abertura de um mercado que comece a receber um produto brasileiro ajuda o criador na formação de preço”, descreve Farnese.

A alta recente dos preços do boi está viabilizando a renovação do gado quando o preço dos bezerros está valorizado. A compra dos bezerros é necessária para repor o gado abatido nos últimos anos, inclusive de vacas novilhas.

Além disso, em época de chuva, com pasto mais volumoso, os pecuaristas vendem menos bois e mantém os animais em engorda, o que também repercute na oferta e no preço do alimento. “Os criadores não se dispõem a vender porque têm alimento barato para o gado”, assinala o diretor do Departamento de Comercialização e Abastecimento do Mapa, Sílvio Farnese.

O comerciante Alisson Wallace Araújo acredita que com a recuperação da economia e diminuição do desemprego, haverá mais demanda por carne ao longo do ano. “É uma crescente”, diz Araújo. Ele, no entanto, não acredita em alta nos próximos meses. Em sua opinião, o consumo de carne diminui em janeiro por causa das férias e gastos sazonais das famílias (como impostos e material escolar) e depois do carnaval por causa da quaresma (período em que os católicos diminuem o consumo de carne).

Sou Anderson Barbosa, editor-chefe do Fala Pinhais Fale Comigo: barbosa@falapinhais.com Saiba mais sobre mim: www.facebook.com/BarbosaCWB

Continue lendo
Comercial
Clique aqui para Comentar

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nosso Facebook

Caso de Policia12 meses ago

PCPR e PF prendem estudante acusado de abuso de crianças, em Foz do Iguaçu

A operação contou com um mandado de busca e apreensão. Por meio de diligências cibernéticas, a equipe policial identificou cerca de...

Beleza12 meses ago

Micropigmentação capilar bomba em 2023

Consolidada na Europa e Estados Unidos, a micropigmentação capilar começa a surgiu como uma forte tendência em 2022, no mercado...

Geral3 anos ago

Motociata com Bolsonaro no RS está marcada para o próximo sábado (10)

No próximo sábado, 10 de julho, está confirmado o passeio de moto com o presidente Jair Messias Bolsonaro em Porto...

Geral3 anos ago

Botão do Pânico gera 200 atendimentos e Estado amplia acesso a mulheres de mais cidades

Neste mês, uso do aplicativo foi ampliado para São José dos Pinhas, Almirante Tamandaré, Bocaiúva do Sul, Campina Grande do...

Geral3 anos ago

Polícia Civil conclui identificação de 99% das coletas no IML de Curitiba

Das 2.331 coletas de impressões digitais coletadas em cadáveres, 2.316 levaram à correta identificação dos corpos por esta forma de...

Geral3 anos ago

URGENTE: Lázaro Barbosa acaba de ser preso

Forças de Segurança acabam de anunciar prisão de Lázaro Barbosa. Governador Ronaldo Caiado destacou em primeira mão a prisão do...

Geral3 anos ago

Prefeito de Chapecó anuncia Motociata com Bolsonaro na próxima semana

O prefeito de Chapecó, João Rodrigues, recebeu nesta terça-feira a confirmação da vinda do presidente Jair Bolsonaro a Chapecó, no...

Geral3 anos ago

Já escutou falar em “manterrupting”?

Essa é uma nova expressão que corresponde à junção dos termos em inglês “man” (homem) e “interrupting” (interrompendo). Significa o...

ESTADO DO PARANÁ3 anos ago

Novo Decreto assinado pelo Gov Ratinho entra em vigor a partir de sexta-feira. Saiba mais!

Para reforçar as ações do novo decreto, governador Ratinho disponibilizará mais policiais, fiscalizações e blitzes.

Geral3 anos ago

Frio intenso e geadas podem romper hidrômetro e causar transtornos, alerta Sanepar

As baixas temperaturas favorecem o congelamento da água dentro dos canos, fazendo com que estourem. A proteção do hidrômetro pode ser...

Advertisement
Advertisement